Circo

A História

O Circo Spacial foi fundado por Marlene Olímpia Querubin, no dia 9 de agosto de 1985. Tudo começou com o sonho de seu filho, Jacson Querubin – que na época tinha apenas de quatro anos. Ele sonhou que através de uma nave espacial, conseguia levar – numa viagem fantástica e imaginária – muita alegria, magia e grandes emoções para crianças de todas as idades. O sonho do menino Jacson foi apenas a semente lançada que germinou rapidamente através de sua mãe, que na época trabalhava na área de marketing e mantinha contatos com vários empresários, inclusive circenses.

Nascia assim o espetacular Circo Spacial que abriu pela primeira vez suas cortinas com uma equipe composta por artistas, parentes, amigos e outros profissionais que acreditaram no sonho. O Spacial acabou se transformando no primeiro circo empresa, modelo seguido anos depois por Beto Carreiro.

 

A trupe cresceu e hoje conta com mais de 35 famílias que percorrem todo o Brasil, totalizando 120 pessoas (artistas, técnicos, costureiras, aderecistas, camareiras, cenógrafos, cenotécnicos, motoristas, produtores, além do pessoal terceirizado), em 20 carretas, cavalos mecânicos, carro de som e trailers. São 200 toneladas de ferro, lonas, equipamentos e um guarda-roupa com mais de dois mil itens, com muito brilho e luxo. O grand stand – com capacidade para abrigar até três espectadores em cadeiras confortáveis – possibilita uma visão privilegiada de todo o espetáculo, por todos os ângulos.


O Circo Spacial é uma empresa moderna que também possui um espaço multiuso composto por hall de entrada e praça de alimentação onde também acontecem performances, exposições, eventos, treinamentos corporativos e lançamentos de produtos.

 

Consagrado pela crítica e pelo público, o Spacial é considerado atualmente o melhor circo do Brasil e nos últimos anos seus artistas e diretores receberam dez troféus, além da premiação especial da Secretaria de Cultura de São Paulo.

 

Nos últimos trinta anos, o Circo Spacial foi o único a receber a visita de um Presidente da República do Brasil e também o único a sediar uma sessão solene da Câmara de São Paulo, realizada em 2007.